DURANTE O CONFINAMENTO A MANGO SOMOU CERCA DE 900 000 NOVOS CLIENTES ONLINE

Com este aumento, a Mango aproxima-se dos 6 milhões de clientes ativos no seu comércio eletrónico.

A faturação online da empresa cresceu cerca de 50% durante o mesmo período

A Mango contou com aproximadamente 900 000 novos clientes online durante os meses de confinamento causados pela COVID-19. Graças a este importante aumento, a empresa aproxima-se dos 6 milhões de clientes ativos nas suas plataformas de comércio eletrónico.  

Este aumento de novos clientes online explica, em parte, o importante crescimento da faturação alcançado neste canal entre o dia 15 de março e 1 de junho. A Mango faturou cerca de mais 50% do que no mesmo período de 2019. Durante estes dias, a multinacional também contabilizou mais de 140 milhões de visitas ao seu e-commerce, o que se traduz num crescimento de 20% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo Toni Ruiz, CEO da Mango, “em 2019, as vendas online da Mango já significaram 24% da faturação total. E este ano, o nosso canal de e-commerce está a crescer por cima do objetivo inicial de 20%, o que obviamente é um excelente indicador”.

 “O confinamento provocado pela crise sanitária da COVID-19 intensificou o processo de digitalização do setor. O facto de termos lançado o nosso e-commerce há 20 anos permitiu-nos enfrentar esta situação excecional com total garantia e capacidade para atender ao crescimento do comércio online.  Vamos continuar a acelerar a transformação digital de toda a empresa”, acrescenta Ruiz. 

A Mango fechou 2019 com um crescimento de 26,7% de vendas online atingindo os 564 milhões de euros, o que significa cerca de 24% da faturação total do grupo.

Todas as fotos publicadas em press.mango.com poderão ser usadas apenas para fins editoriais e não comerciais. Para qualquer outro fim, incluindo o seu uso em capas, é necessário obter uma autorização por escrito do Departamento de Relações Públicas da Mango em press@mango.com.