APRESENTA A SUA ÚLTIMA COLEÇÃO PARA O RAMADÃO

Há mais de 10 anos que a marca adapta as suas criações a diferentes mercados 

Barcelona, 23 de maio de 2016 – A MANGO lança a sua última proposta (à venda a partir de 30 de maio) focada na época do Ramadão. A internacionalização das coleções faz parte do desenvolvimento de negócio que a marca tem aplicado desde há mais de 10 anos em diferentes mercados.

A partir do Departamento de Coleções Especiais desenvolvem-se criações exclusivas que respeitam os cânones culturais e religiosos de países em diferentes zonas, como a do Médio Oriente. Com mais de 45 modelos, o departamento encarrega-se de satisfazer as necessidades diárias nas atividades profissionais e de lazer da mulher em festividades tão relevantes como o Ramadão.

A proposta inclui peças casual como coletes, cafetãs, casacos fluidos, camisas oversized, leggings e túnicas com tecidos como a popelina ou a camurcina. Um catálogo completo que inclui novidades nas peças para festas, como os vestidos compridos e envolventes de dupla camada, os macacões de diferentes formas (relaxed ou fitted) e saias de comprimento médio com tecidos de fantasia. Os acabamentos subtilmente acetinados, os lurex e os laminados assumem grande importância, bem como as rendas. O colorido e a estampagem das criações deram origem a uma coleção com muita luz.

Ser sensível às características de mercados como o árabe, o asiático, de países frios ou de estação invertida faz parte do ADN da MANGO. Assim, durante o passado ano de 2015 a marca registou cerca de 80% de faturação correspondente aos mercados estrangeiros. Apesar de o mercado nacional continuar a ser crucial no desenvolvimento da empresa, o esforço pela presença no exterior fez com que a marca se posicione como a marca espanhola mais internacional.

A MANGO, que possui mais de 2200 lojas espalhadas por 109 países, fechou o exercício de 2014 com uma faturação do Grupo Consolidado MANGO MNG Holding de 2017 milhões de euros, o que pressupõe um aumento de 9,3% em relação a 2013, e um lucro de 107 milhões de euros, com um Ebitda de 223 milhões de euros.