A MANGO INVESTE 42 MILHÕES DE EUROS NA CRIAÇÃO DO SEU NOVO CAMPUS CORPORATIVO

O Campus Mango, que estará plenamente operacional em 2024, dará resposta à nova organização da empresa

O projeto conta com 93.400 m2 e está concebido como um centro de I+D+I que permitirá enfrentar e adaptar-se às necessidades futuras da Mango

 

A Mango continua a sua transformação com a criação de um novo parque corporativo nas instalações da empresa, em Palau-solità i Plegamans (Barcelona). O novo Campus Mango servirá como motor de transformação e evolução para a organização, em linha com a sua cultura empresarial.

O projeto implicará um investimento total de 42 milhões de euros, em que metade já foi realizado com a renovação de algum dos edifícios localizados na sede da empresa. O restante investimento será destinado à construção de um novo espaço de escritórios de 20.000 m2. A Mango tenciona iniciar as obras deste novo espaço no final de 2021. O Campus Mango estará plenamente operacional em 2024.

O Campus Mango contará com uma superfície total de 93.400 m2, 61.000 m2 dos quais serão destinados a escritórios. Está concebido como um centro de I+D+I que otimiza o desenvolvimento profissional de todos os funcionários da Mango e que, além disso, garante a flexibilidade necessária para enfrentar as necessidades dinâmicas futuras da empresa. 

 

Para Toni Ruiz, diretor executivo da Mango, “o novo Campus Mango deve ser um motor de mudança para a organização. Queremos promover um novo modelo de trabalho que permita a todos os nossos colaboradores trabalhar de acordo com a estratégia de customer centricity, que deve reger todas as nossas decisões e iniciativas. Estamos empenhados em construir uma cultura empresarial capacitando os nossos colaboradores para que liderem as iniciativas que vão tornar-se as principais alavancas de mudança da empresa”.

Captação de talentos

O Campus Mango servirá de plataforma para captar talentos nacionais e internacionais e promovê-los através das ferramentas ideais de que os profissionais necessitam para realizar o seu trabalho, tanto através da conceção dos espaços como do fornecimento das mais recentes tecnologias.

Com este projeto, a Mango pretende criar um ecossistema de referência e avançar mais um passo na maneira de trabalhar. O Campus Mango quer gerar uma nova forma de colaborar, relacionar-se, aprender e inovar dentro da organização. Os espaços flexíveis, abertos e inclusivos serão idealizados para promover a colaboração e a criação de comunidades, bem como para promover o bem-estar de todos os funcionários com uma cultura integrada e única.  Será construído um ambiente em que coexistem o digital e o analógico e que, ao mesmo tempo, inspire todos os colaboradores a promover a criatividade.

“O novo Campus Mango deve ser a plataforma de referência para o desenvolvimento da nova moda, inspirada no talento e na inovação. Um espaço em que o design, a formação e a sustentabilidade mostrem o caminho num ambiente phygital (physical + digital), onde as pessoas e os nossos clientes estejam no centro. Finalmente, trata-se de uma nova maneira de trabalhar que está impregnada pelos nossos valores de marca e a cultura de uma empresa como a Mango, com um acentuado espírito mediterrâneo”, acrescenta Toni Ruiz.

Edifício com características sustentáveis

Prosseguindo com a aposta da Mango na sustentabilidade como um dos seus eixos estratégicos, os critérios de construção dos novos escritórios incluem medidas para melhorar a eficiência no consumo energético através do aproveitamento da luz solar ou da iluminação de baixo consumo. Também prevê a produção de energia fotovoltaica, a utilização de sistemas de monitorização de consumo e a instalação de pontos de carregamento elétrico para os veículos dos seus colaboradores.

Todas as fotos publicadas em press.mango.com poderão ser usadas apenas para fins editoriais e não comerciais. Para qualquer outro fim, incluindo o seu uso em capas, é necessário obter uma autorização por escrito do Departamento de Relações Públicas da Mango em press@mango.com.